A Páscoa está aí! O Chocolate combate o Antienvelhecimento das Células e age como Antioxidante

Pesquisadora do Envelhecimento Bem Sucedido, Dra. Edith Horibe, explica que Chocolate Amargo é a melhor saída para quem não resiste à tentação, mas exige moderação no consumo

 

É muito difícil resistir aos Ovos de Páscoa, até mesmo um regime pode ficar em segundo plano nesta época. O chocolate é composto de massa e manteiga de cacau, açúcar, substâncias flavorizantes e ingredientes adicionais e é considerado um alimento funcional, com grande valor nutricional, como proteínas, cálcio, ferro, fósforo, vitaminas (A, E, B1, B2, B3, B6, B12 e C) e magnésio.

Na época da Páscoa, o consumo desse produto é bem maior, mesmo com o cacau custando mais caro este ano, a maioria dos consumidores deve levar essa delícia para a casa ou até mesmo como opção de presente. O chocolate protege contra o envelhecimento precoce e de muitas doenças, é rico em flavonóides, uma substância que age como antioxidante e combate o envelhecimento das células. Nutritivo e saudável, estimula o funcionamento do cérebro, diminui infartos e derrames, favorece a produção de hormônios que estão diretamente ligados ao bem-estar e é um ótimo aliado em tratamentos e beleza da pele.

Segundo a Dra. Edith Horibe, cirurgiã plástica, PhD pela Faculdade de Medicina da USP, expoente em Estética Médica e Gestão da Idade, um dos motivos para o envelhecimento da pele são os radicais livres, substâncias tóxicas produzidas pelo organismo que em condições normais, encarrega-se de neutralizá-las. Mas, quando o nível dessas substâncias aumenta, ocorre acúmulo de impurezas que pode gerar desde cansaço até doenças degenerativas, como a osteosporose. “A melhor forma de combater os radicais livres é incluir na dieta alimentos antioxidantes. A alimentação da pele começa de dentro para fora, ou seja, a solução pode estar no que a pessoa consome diariamente”, afirma.

O importante é saber escolher o tipo de chocolate mais saudável. O com maior teor de cacau de 63% a 72% é o chocolate amargo e por isso mesmo o mais indicado ao consumo. O chocolate ao leite possui de 36% a 46%, o meio amargo também muito indicado tem de 52% a 62% e o chocolate puro tem 100% de cacau e é isento de açúcar e outros aditivos. O chocolate branco não é muito recomendado por não possuir cacau e apresentar muita gordura e açúcar.

De acordo com a Dra. Edith Horibe, o consumo diário de até 40 gramas de chocolate, que possua mais de 55% de cacau em sua composição, taxa encontrada com maior facilidade nos chocolates amargos, consegue controlar os radicais livres do organismo. “Esta funcionalidade do chocolate reduz as concentrações do colesterol ruim (LDL), aumenta o colesterol bom (HDL) e retarda o processo de envelhecimento celular”, esclarece.

Mesmo os diabéticos não precisam se privar dos chocolates na Páscoa. A Dra. Edith Horibe lembra que os Diet, não contêm açúcar e podem ser consumidos de forma moderada. E para quem não quer engordar, os chocolates Light possuem menos gordura que os convencionais. “É importante praticar uma atividade física, por exemplo, uma caminhada para manter a forma e não ficar arrependido de ter degustado alguns chocolates a mais na Páscoa”, conta a médica.

O chocolate além de fazer bem à saúde está servindo como recurso para tratamentos de beleza faciais e corporais. Mas, a Dra. Edith Horibe adverte que é considerado saudável o chocolate amargo (preto), proveniente do cacau, rico em flavonóides. Essa substância também é encontrada na casca da uva vermelha, e têm poderes antioxidantes, ou seja, combate os radicais livres, as moléculas tóxicas que comprometem o bom funcionamento do organismo e retarda o envelhecimento. Alguns estudos mostram que o chocolate amargo estimula a produção de serotonina - melhorando o humor - e de neurônios. “O vinho traz benefícios à saúde, se for consumido moderamente, assim como o chocolate, ambos contém flavonóides e por isso evitam o infarto”, afirma a Dra. Edith Horibe. 

A especialista diz que a cada 100 gramas de chocolate consumidas, o organismo consegue absorver 100 miligramas de magnésio, quantidade suficiente para melhorar o humor das pessoas.

Outro poderoso antioxidante é o polifenol, encontrado em abundância no chocolate amargo. Esse composto é eficaz no combate à hipertensão, um dos principais fatores de risco para as doenças cardiovasculares.

E como a alimentação influencia na oleosidade da pele, já que alguns alimentos estimulam a produção de secreção pelas glândulas sebáceas, como no caso do período da Páscoa, devido o chocolate ser um alimento gorduroso, pode ocorrer a acne.

A Dra. Edith Horibe recomenda uma boa limpeza e hidratação da pele, peelings, microdermoabrasão, máscara calmante e é importante estimular a produção de colágeno com cosmecêuticos à base de Vitamina C, DMAE, entre outros, hábitos que devem ser adotados. E explica que não se deve espremer as espinhas e sim tratá-las.

“As pessoas não precisam passar a Páscoa em branco, basta diminuir o consumo de chocolates e até optar por ovos menores”, finaliza a Dra. Edith Horibe.

Clínica Horibe

Endereço: Rua Afonso Brás, 525, cj. 61 – Vila Nova Conceição

Telefone: (11) 3842-0744

www.clinicahoribe.com.br

Facebook: facebook.com/clinicahoribe

Twitter: www.twitter.com/clinicahoribe

Blog: horibe.blogspot.com

 

 

 

 

Nossos Contatos

Endereço: Av. Nova Cantareira, 3.527
Água Fria | São Paulo | SP | 02341-000

Telefone: +55 11 2952-9927 | +55 11 2953-0907

Email: facto@factocomunicacao.com.br

Newsletter

Preencha os campos abaixo e fique por dentro do nosso mundo:

Nome:

Email: